Categoria: Sem categoria

Não há melhor maneira de construir apreciação pela natureza do que imergir as pessoas na sua beleza. Essa é a ideia por trás do Pine Park Pavilion, uma estrutura recém-concluída à beira rio na província chinesa de Zhejiang. Projetado pelo estúdio de design baseado em Pequim DnA Design and Architecture, o pré-fabricado Pine Park Pavilion serve para aproximar ciclistas e caminhantes da paisagem.

Encomendado pelo Departamento de Controle dos Rios e Gerenciamento de Reservatórios de Songyang como uma peça de infraestrutura turística perto da vila de Huangyu, o Pavilhão do Parque de 197 metros quadrados foi pré-fabricado fora do local e depois montado no local. A instalação é paralela ao rio e compreende um pavilhão, quiosque, sanitários, um quarto de bebê, sala administrativa, um salão de chá e espaços para reuniões privadas.

“O pavilhão alongado consiste em quatro segmentos”, escreveram os arquitetos. “Os elementos construtivos são separados por superfícies de vidro, nas quais a produção de resina é ilustrada de maneira artisticamente alienada, dando origem a uma imagem em combinação com o grupo já existente de árvores ao redor do pavilhão.” A pré-fabricação do projeto e a preservação de árvores existentes é indicativa de impacto reduzido no local.

Os componentes estruturais são deliberadamente expostos, dando ao pavilhão moderno uma aparência crua. Os grandes painéis de vidro usados também dão à estrutura uma sensação de transparência. As paredes de vidro enquadram a paisagem como uma pintura. Além de servir como um ponto de vista, o “Pavilhão do Parque do Pinheiro” também inclui uma instalação artística que explica a produção de resina de pinheiro na aldeia vizinha de Huangyu.

“O simples edifício de madeira, com a sua estrutura construtiva clara, serve como local de descanso na barragem do rio e fornece informações sobre um método tradicional de produção de resina”, escreveram os arquitetos. “Consequentemente, combina informações sobre o local com uma infraestrutura turística que vincula a história e o futuro dos visitantes de maneira lúdica”.

 

Fonte: https://inhabitat.com